Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
31
Mar 11
jls, às 18:46link do post | comentar

 

Da Assembleia da Republica, local onde se encontra de férias a despachar pagamentos a magistrados chegados de ministros e boys em geral, o secretário de estado da Justiça já veio dizer que a culpa da falta de tonners para as impressoras nos tribunais de Sintra e Almada é do PSD que como todos os socialistas sabem, perdão portugueses, precipitou esta terrível crise politica que vivemos e colocou o país à beira do precipício.

 

Felizmente já encontramos uma solução. Em vez de imprimir as decisões dos juízes os funcionários judiciais vão decora-las e entregaremos a cada um dos arguidos, advogados e restantes intervenientes nos processos um funcionário. Agradecemos que o alimentem, lhe tratem da higiéne pessoal e no fim dos prazos para recurso que não os devolvam.

 

 

 


07
Nov 10

Numa inédita tomada de posição a Associação Industrial Portuguesa do Gamanço enviou à cobrança um comunicado às redacções dos jornais e agencias noticiosas informando que se junta à greve geral dos trabalhadores no próximo dia 24 de Novembro.


Carlos Gama, presidente da associação, explica que esta tomada de posição deve-se ao facto dos empresários que representa terem nos últimos anos enriquecido menos que o esperado. Critico relativamente à postura do fisco, policia e alguns políticos que tem denunciado áreas onde desenvolvem os seu negócios menos lícitos, a adesão à greve é um grito de protesto como que a dizer deixem-nos gamar em paz.


Exemplifica com o recente caso da REN. Foi com dificuldade que conseguimos colocar um conjunto de gestores medianos, via partidos políticos e pagos principescamente, na direcção da empresa cuja estratégia era gamar à descarada defendendo assim interesses particulares de um conjunto de cidadãos que está acima da lei. Um Juizeco de uma comarca de segunda denunciou o caso e alguns desses gestores de elite, presidente incluído, foram constituídos arguidos tendo de abandonar os cargos e funções. E porque? Porque apenas gamaram, fizeram aquilo que sabiam. É injusto. É ainda mais grave a denuncia agora feita, o caso do presidente que vai receber um prémio de 240 mil euros. Então por ser arguido e ter prejudicado a empresa não deveria receber o prémio. Mas onde é que isto vai parar?


mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO