Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
17
Nov 09
jls, às 15:21link do post | comentar

Então parece que o tempo vai mudar. Foi com estas palavras que Silvério se despediu antes de partir para os Estados Unidos da América para fundar o Partido Comunista local. Antes da partida fez questão de entregar a seu filho o tesouro mais valioso que possuía, a receita da Salada Kani com Mozarela de Búfala que estava na família há 31 gerações.

 
Mas como o destino é fértil em partidas, e às vezes em chegadas, Silvério perdeu-se na viagem, algures sobre o atlântico a uma altitude de 25.000 pés. Há quem diga que foi a 18.000 e Gonçalo Amaral defende mesmo que possa ter sido só a 15.000. Quanto ao filho, com o desgosto, perdeu-se no mundo das drogas, no caso o tabaco e a receita também perdida acabou esquecida num bafiento cofre de banco.
 
Assim esteve durante as ultimas 2 gerações, até que no passado dia 27 de Junho de 2009, pelas 10.32 H a.m., Armando Vara a transmitiu a José Sócrates numa conversa escutada pela Policia Judiciária. O que chamou a atenção das autoridades sobre o facto foi a salada ser de inverno e ter sido alvo de uma conversa em pleno verão.
 
Emitida a certidão e gravado o CD com a conversa, e dado o assunto ser de tão grande importância, logo o juiz encarregue do caso a fez chegar ao Procurador Geral da Republica que por sua vez a remeteu para o Supremo Tribunal de Justiça.
 
Noronha na posse de tão valioso segredo ligou a Cavaco, o mais alto dignitário da nação, e desafiou-o a vestir o avental e com ele ir para a cozinha testar o achado.
 
Logo lhe foi adiantando: Para uma travessa grande desfiam-se 100grs de Kani. Junta-se uma cebola em rodelas, 80 gramas de azeitona verde também em rodelas e a mozarela. Tempera-se com sal, pimenta, azeite e limão. Serve-se acompanhada de batata palha.
 
Cavaco entusiasmado escutou. Apenas perguntou senão seria melhor juntar as azeitonas ao Kani antes da Cebola. Noronha disse que talvez sim, mas ia pedir a um constitucionalista um parecer técnico. Reuniram-se e no maior secretismo concretizaram o projecto.
 
E assim, brindando a Silvério que no céu continua perdido, Cavaco com a camisola nº 1 da nação e Noronha com a nº 4 degustaram a famosa salada enquanto assistiam ao DVD com o filme “A Face Oculta”. O filme subsidiado pelo ministério da cultura, da defesa, da presidência, das finanças e dos transportes é um dos mais fortes candidatos aos Óscares na categoria animação da boa.

mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
18
20
21

22
24
25
27
28

29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO