Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
22
Set 09
jls, às 19:31link do post | comentar

Tirei Trotsky do aquário para o limpar. Uma vez por semana gosto de limpar o peixe.

 
Desta vez e enquanto o limpava, Trotsky agitava-se mais que o habitual. Desde pequeno que tem esta mania de se agitar enquanto o lavamos. No entanto, reparei que desta vez os seus esbugalhados olhos ameaçavam mesmo saltar das orbitas. Como não percebia a razão olhei em redor para ver o que assustava o velho robalo.
 
Depois percebi, eram as notícias da campanha. Esclarecedoras como sempre. Estas eram as de ontem:
 
- Marques Mendes ignorou a asfixia democrática e "manda" PS para cura de oposição.
- Sócrates nega "acordo secreto" com Louçã.
- Líder do BE pede esclarecimentos ao PR.
- Louça diz que Pacheco Pereira “está a responsabilizar" Cavaco pelos “maus resultados” do PSD.
- Líder do PSD promete repetir asfixia democrática “até à exaustão”.
- Manuela Ferreira Leite sacode pressão de Belém.
- António Vitorino: “É impensável que possa haver há 18 meses um clima de suspeição neste país”.
- Pacheco Pereira: “Mais valia que o Presidente dissesse tudo”.
- Ferreira Leite: afastamento de Fernando Lima "não prejudica em nada" campanha do PSD.
- Louçã: A campanha do PSD "morreu".
- Passos Coelho apoia líder em “momento difícil”.
- Quartin Graça considera alegadas "escutas" ainda menos esclarecidas.
- Cavaco Silva afasta Fernando Lima do cargo.
- Editorial do publico: O caso das suspeitas de Belém não acabou ontem.
 
Trotsky abria a boca de uma forma cada vez mais rápida, queria dizer-me algo. Desde pequenino que tenta comunicar mas as palavras não lhe saem. Pela forma como abanava o rabo só poderia estar a referir-se aos políticos.
 
Para o acalmar disse-lhe que talvez na próxima campanha os partidos comecem a fazer como os clubes de futebol, a importar algumas estrelas políticas para animar a campanha e discutir os nossos problemas uma vez que os politicos portugueses não os conhecem.
 
Nem com esta promessa o acalmei. Pensei dar-lhe uns calmantes mas reparei que ia começar a Esmiúça dos Gatos e acabei por guarda-lo novamente no aquário. Não é que o raio do peixe se acalmou logo. Deduzo que só a campanha esclarecedora dos Gatos o acalma e esclarece, nisso é como o dono.

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
19

23
26

29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO