Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
23
Jan 12
jls, às 18:44link do post | comentar | |

Anestesiados com a Troika e com a austeridade é com satisfação que assistimos aos primeiros sinais de um regresso à normalidade.  

 

Em São Bento o Governo já não tem problemas em fazer nomeações à descarada (EDP e Aguas de Portugal), em Belém o Presidente, que pelos vistos já só pensa em si, perdeu a vergonha ou sentido de estado, ou ambos, e já se queixa na praça pública que os cerca de 10.000 Euros mensais que recebe das várias reformas não lhe chegam para as despesas e até a esquerda mais chique encarnada por esse modelo de verticalidade e imaculado bom senso esquerdista que é a Ana Drago já não abdica do BMW e do respectivo motorista da assembleia para ir ali a Guimarães a um encontro de jovens.

 

A confiança está a regressar aos nossos políticos das novas oportunidades que já agem em conformidade. A piada é que falta menos de um ano para voltarmos aos mercados. 


25
Jul 11
jls, às 17:56link do post | comentar | |

Conhecidos os planos do Norueguês para atacar Portugal logo as forças policiais que não se encontram de baixa nem a limpar os quartéis se deslocaram aos locais estratégicos para falar com os responsáveis. Apresentamo-nos como sendo da Ongoing e o SIS deixou que os acompanhássemos.

 

“Daqui até ali isto ia tudo pelos ares, tá a ver. Teria sido uma tragédia tão grande como a da Sónia Brazão, a quantidade de entrevistas. Claro”. Quem o diz é o guarda do reactor da Bobadela Barros Monteiro, também conhecido entre os colegas por Pirilampo mágico, por ter o dom de conseguir brilhar à noite. Seria uma devastação completa numa área entre 5 a 10 m2, pelos seus cálculos, caso o Norueguês Breivik conseguisse encontrar e meter a trabalhar o reactor.

 

O problema é que não sabemos dele. Foi há 20 anos que nos mudamos para este novo pavilhão e ele deve ter ficado esquecido no outro dentro de alguma caixa. Mas os portugueses que não se assustem que na altura ninguém senão eu o conseguia por a trabalhar. Já lhe conhecia a manha. Desapertava-lhe uma das velas e só assim ele pegava.

 

Quanto ao outro alvo português, as refinarias da Galp, a petrolífera já fez saber que vai baixar os preços.


08
Abr 11
jls, às 19:11link do post | comentar | |

 

Questionado pelos seus colegas, os ministros das finanças da zona euro, Teixeira dos Santos não soube precisar o montante da ajuda que Portugal precisa nem tão pouco a morada e ao cuidado de quem tinha enviado o pedido.

 

No entanto à entrada para a reunião do Eurogrupo, enquanto fugia às questões dos jornalistas cuspindo fogo e fazendo uns malabarismos com bolas, lá puxou de uns amarfanhados restos de uma toalha de papel de mesa da pastelaria Brussels anotados nas costas, que trazia no bolso da camisa, e por alto de cabeça fez as primeiras contas.

 

Ora para o TGV do Zé são mais ou menos 30 mil, para a PPP da Mota-Engil do Coelho 10 mil, em prémios para as empresas públicas que dão pouco prejuízo são 10 mil, para o BPN e BPP outros 5, para as frotas automóveis desgastadas com um ano são mais 5 mil e como vamos para agora para campanha eleitoral mais 20 mil também davam jeito. Números redondos 80 mil já dão até ao verão. Juram os presentes que foi por essa altura que o presidente do FMI resolveu pedir ajuda a Deus.


01
Abr 11
jls, às 17:27link do post | comentar | |

 

Dada a impossibilidade de recorrer à ajuda externa, uma vez que Governo, Oposição e Presidente da Republica não se entendem sobre a legitimidade de quem o pode fazer, Paulo Futre o homem forte das cenas com a China, relembro que a divida soberana que Portugal vendeu à China foi negociada e intermediada por este sócio a troco de uns pós de perlimpimpim, veio defender, pois o seu coração sempre esteve com Portugal, que a legitimidade destes políticos é apenas de pedir ajuda interna, no caso à Deco.

 

Procuramos o sócio João Nabais, dono da DECO e proprietário de um tribunal de 2ª instância mas com potencialidades e preços de um de 1ª instância, para o confrontar com esta opinião do constitucionalista Futre.

 

No seu muro do HI5 disse-nos que o problema Português se enquadra no pedido típico que chega aos gabinetes da DECO. São essencialmente famílias que têm entre cinco e dez créditos e que se mostram surpreendidas por esta coisa a que os Credores convencionaram chamar de “regularizar as dividias” e “taxas de juros”. Confirmou ainda que um tal de Sr. Santos, mas que de todo não se chamava Teixeira, ligou para saber se a Deco tinha alguma gabinete de apoio a endividados anónimos.

tags: , ,

28
Set 10
jls, às 00:10link do post | comentar | |

Foi em festa que os mercados receberam a noticia. De Wall Street a Tokyo, do mercado do Bolhão ao de Quarteira, do mercado do Ouro ao do Algodão, do mercado de Futuros ao mercado Negro o rejúbilo foi completo. Medina Carreira fez mesmo questão de ligar para a Dica da Semana para dizer que depois do Abacaxi a 0,69 €/Kg era a segunda melhor notícia do dia que recebia.

 

O possível abandono do nosso Titanic por parte de Sócrates, agora que o iceberg está à vista, fez com que Cavaco chamasse a Belém de urgência os principais partidos políticos para lhes comunicar que vai de carro a Espanha na próxima semana, com a Maria, tentar contratar Mourinho para primeiro-ministro durante um ou dois fins de semana.

 

Mourinho é a pessoa indicada, segundo Cavaco, por ser um profundo conhecedor de tudo o que é internacional e já ter ganho tantos títulos como os da divida publica que a Nação emitiu. Ou pelo menos mais valiosos.

 

 

 


mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO