Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
26
Jan 10
jls, às 00:06link do post | comentar | |

Foi o susto que apanhei sexta-feira passada enquanto semeava umas couves e vi fugir a horta para o meio da Creel que me fez reflectir sobre a problemática do trânsito e a sua má relação com o FCP.

 

Depois do túnel da luz e da rotunda da madalena, descoberta recente via youtube e ainda disponível nos GPS modelo JNPC, surge agora o problema do viaduto da A5.

 

Segundo queixa apresentada à Brisa alguém atingiu o carro dum gerente da caixa que habita na Madalena. O objecto da agressão já foi capturado e identificado. É uma rocha detrítica formada a partir do detrito de outras rochas. No caso 55% de varvito, 35% de arenito e 10% de folhelho.

 

Aberto o inquérito o engenheiro máximo procura agora o elo de ligação entre o steward provocador, o pendura que acompanhava o Araújo a caminho da Madalena e o senhor do gorro à esquerda que na foto afastava o policia e assessorava o presidente. O acessor Pidá vai agora celebrar em Custóias um ano por cada campeonato ganho enquanto espera pelo numero um e que não é o numero dois como diria o youtube.


22
Jan 10
jls, às 15:09link do post | comentar | |

É com um nó na garganta e outro na gravata que tenho seguido a mais recente novela das escutas. Várias personalidades privadas me tem pedido o favor de uma opinião mas gentilmente tenho recusado invocando o segredo de justiça, de Fátima, profissional e também indisposição intestinal. Ontem tudo se alterou. Mandei um amigo dum vizinho meu, primo dum angolano que fez em tempos um biscates no Togo e por lá casou com uma moça filha dum motorista de pesados que fazia a rota Togo/Uganda, disponibilizar as escutas no youtube, ou TuCano segundo os locais.

 

Os inocentes escutados, digo isto sem me rebolar a rir (apenas umas gargalhadas), pessoas honradas que já fizeram tanto pelo país como por si próprios, ou talvez um pouco menos, ou bem vistas as coisas muito menos, já quase me tinham convencido de quão maquiavélicos eram os juízes, gente sem escrúpulos, que os escutavam na sua inocente prevaricação de amizades desinteressadas quando apenas e só cometiam uns crimezecos, coisa sem importância, que além de desvirtuar uns resultados desportivos reencaminhava também uns milhõezitos para lugares onde supostamente seriam mais acarinhados. As suas contas.

 

Essa gente a que justiça rotula de “ainda não” transitados em julgado, que a si próprios se auto intitulam de inocentes, e a que o povo na sua sábia sabedoria trata apenas por canalhas, decidiu apresentar queixa-crime contra quem divulgou publicamente os seu crimes, irritando assim gente como eu e como o Rui da Verdade Desportiva Santos.

 

Mais irritado fiquei, mesmo à beira do aborrecimento, quando uma figura verde com responsabilidade maior, e não estou a pensar num herói de BD suspenso, que usando óculos das promoções da Multiópticas diz que a lei foi violada. Violada? Mas esta gente anda a consumir do que trafica ou injecta-se com Aloé Vera? Só se estamos a falar do código da estrada. Então se a justiça é uma farsa, os criminosos incompetentes, as penas ou são leiloadas ou estão a saque e é o povo que viola a lei ao escutar a verdade?

 

Mandava já abrir um inquérito não fosse o caso do Procurador rápido como é se me antecipar. Desconfio mesmo que a procuradoria tem uma secção de inquéritos pré-congelados e prontos a ir ao forno. No entanto e para não privar a justiça da minha colaboração mandei já criar uma comissão para estudar o fenómeno dos inquéritos em geral e a vida dos criminoso em particular. Desde o seu nascimento, desenvolvimento à morte precoce. Preside à comissão o Sá Pinto e dois pitbulls.


12
Jan 10
jls, às 11:30link do post | comentar | |

O braço armado dos super-dragões reivindicou hoje o atentado contra a selecção do Togo. A operar desde Janeiro em Cabinda ao abrigo de um protocolo com as FLEC, este movimento terrorista está a formar as forças independentistas a troco de petróleo.

 

Macaco, o líder das forças, apesar de reivindicar o atentado acabou posteriormente por pedir desculpas aos irmãos Togoloses e admitiu que foi a cor vermelha que o baralhou. À Luz destas declarações percebe-se agora as declarações do líder supremo das forças, o Sr. Costa, ao afirmar que no Porto ainda não havia petróleo.

 

O Sr. Costa que por estes dias tem feito mais promessas que um candidato a primeiro-ministro, prometeu durante um discurso numa casa de alterne em Bragança, transmitido em directo por telex para todo o mundo, o titulo de futebol, de futsal, de basquetebol, de voleibol, de atletismo, de matraquilhos, de formula 1 e o do Dakar Argentina. Tudo isto para honrar a memoria do Pedroto e da qualidade do futebol do Porto, ambos já desaparecidos.

 

No discurso pediu ainda ao secretário de Estado para fazer um apito encarnado, ao Poncio um assobio vermelho, ao Jesualdo para por os jogadores a jogar à bola, a um homem das obras para acabar a marquise nas antas e ao médico do FCP para lhe rever a medicação que esta não tem resultado bem. Na proxima semana está prometido um discurso aos peixes junto à ribeira onde vai abordar a problemática do erro num cenário deterministico no dominio das matemática dinâmicas.


25
Ago 09

Segundo Bruno Alves, defesa do Futebol Clube do Porto (FCP), a entrada do motorista de Pinto de Costa sobre o jornalista José Carmo, apesar de dura, é legal. O raçudo defesa, que na companhia de Paulinho Santos ex-jogador do FCP espancava dois avançados do Leixões, afirmou ainda que o Jornalista devia levar cartão amarelo por simular uma falta inexistente.

 
Ao que parece houve um agente da autoridade, o Agente Lixado, que viu o ocorrido e que num acto de pura parvoíce mandou parar a viatura onde seguia Pinto da Costa.
 
Entretanto, o Guarda Abel, porta-voz da Policia de Segurança Publica (PSP) reuniu-se de emergência com as suas chefias na Torre das Antas. O comunicado que leu no fim da reunião não podia ser mais claro: “Não foi um sinal de paragem explícito do agente.”  
 
Também a SAD do FCP se sentiu na obrigação de explicar o pequeno “toque”, que todos os outros ousaram chamar “atropelamento”.

03
Mar 09
jls, às 17:00link do post | comentar | |

Pobre Carolina que levou hoje uma fruta à saida do Tribunal. Ficou azul de raiva.

 

 


mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO