Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
15
Out 09
jls, às 10:07link do post | comentar | |

A XI legislatura já começou. 230 Deputados tomam hoje posse dos quais 105 são novos nestas andanças, caloiros portanto.

 

São esses que nos interessam. Os seus sonhos, os seus desejos, como aqui chegaram e como pensam mudar, valorizar e contribuir para um país melhor, mais digno, moderno e solidário.
 
Mentira. Não nos interessa nada. Interessam sim as praxes a que vão ser sujeitos, as primeiras vergonhas que vão passar, as gaffes que vão cometer e as vezes que se vão perder na Assembleia da Republica (AR) e em Lisboa. No entanto, este espaço revelando um apurado sentido de estado e de serviço público deixa aqui 9 indispensáveis conselhos para os mais acanhados.
 
1)     Chegar atrasado. Você é deputado e importante. Ser pontual é o primeiro sinal de fraqueza. Principalmente no primeiro dia não chegue a horas, só para que percebem que já estão a lidar com um dos deles.
 
2)     Magalhães. Logo que chegue à Assembleia da Republica dirija-se ao Guichet 5 e apresente a carta de condução. Diga que está ali para levantar o computador portátil e se pode levar também o do Pacheco Pereira.
 
3)     Estacionamento. Dado ainda não ter cartão para o parque, pode estacionar o AUDI ou o MERCEDES alugado, (peça a factura em nome da AR) na R. de S. Carlos ou na de S. Bento em frente de qualquer garagem, em 2ª fila ou mesmo na linha do eléctrico. Coloque só uma folha A4 a dizer “Deputado”
 
4)     Cartão de Crédito. Por esta hora já o dia vai a meio e até agora foram só preocupações. Dirija-se ao presidente da AR, que por esta hora já deve estar eleito, e peça-lhe o Cartão de Crédito a que tem direito. Diga-lhe que é um dos novos e ainda não sabe como as coisas funcionam e peça se pode levar mais um para a sua mulher.
 
5)     Sport TV. Muito importante. Haverá terças e quartas que certamente os trabalhos se atrasam e há Liga dos campeões. Antes de saber onde são os WC convém identificar num dos mapas que dão na entrada aos turistas as salas das comissões que tem plasma e Sport TV. É para aí que terá de ir preparar projectos-lei nesses dias.
 
6)     Cafés e restaurantes. De barriguinha vazia nada funciona. Há um café ao fundo do corredor e para o almoço e jantar nada como eleger 2 cantinas por perto. XL e o Café de São Bento são sugestões em conta, pode pagar ao mês. Se disser que não precisa de factura fazem desconto.
 
7)     É importante fazer amizades com as pessoas mais importantes da AR. Em caso de aperto são esses que lhe vão valer. Procure interessar-se pela vida do segurança do parque de estacionamento, do senhor Bernardino da portaria, da Dona Célia das fotocópias e claro nunca esquecer o elogio diário à menina Jaciara do café.
 
8)     Wall Street Journal, Time, People, Business Week, Economist, Der Spiegel, Le Monde e El País são os jornais e revistas que deve usar para esconder a Bola, a FHM, o 24 Horas ou a Nova Gente. Pode pedi-las emprestadas de manha no quiosque à entrada da AR e devolvê-las ao fim do dia. Há muitos deputados que o fazem.
 
9)     Ultimo e mais importante. A extenuante vida de deputado vai exigir muito de si, como tal ao fim dum longo dia de trabalho nada como descontrair um pouco. O segurança do parque tem contactos privilegiados no Elefante Branco e Gallery, casas de chá e leitura que ajudam a descontrair e a recuperar forças. A meio da tarde, para preparar a noite, faça um passeio a pé até aos Meninos do Rio.

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
16
17

19
20
21
23
24

25
26
28
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO