Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
31
Mar 11
jls, às 18:46link do post | comentar | |

 

Da Assembleia da Republica, local onde se encontra de férias a despachar pagamentos a magistrados chegados de ministros e boys em geral, o secretário de estado da Justiça já veio dizer que a culpa da falta de tonners para as impressoras nos tribunais de Sintra e Almada é do PSD que como todos os socialistas sabem, perdão portugueses, precipitou esta terrível crise politica que vivemos e colocou o país à beira do precipício.

 

Felizmente já encontramos uma solução. Em vez de imprimir as decisões dos juízes os funcionários judiciais vão decora-las e entregaremos a cada um dos arguidos, advogados e restantes intervenientes nos processos um funcionário. Agradecemos que o alimentem, lhe tratem da higiéne pessoal e no fim dos prazos para recurso que não os devolvam.

 

 

 


15
Mar 11

 

 

Infelizmente já começam a faltar as pedras, dizia Abel Dias à Lusa esta manhã enquanto apedrejava mais uma família que seguia num carro ligeiro. Questionado sobre a violência dos seus actos justificou-se com a certeza que o ligeiro transportava na mala 3 paletes com mercadorias e que o miúdo que seguia no banco traseiro podia muito bem levar uma cisterna disfarçada nas calças para abastecer um posto de combustível.

 

É uma vergonha este país, pá! Gritava e esbracejava Abel para as câmaras de televisão, enquanto no meio da estrada derrubava mais um motociclista. A GNR em vez de fazer colunas de protecção aos nossos camiões, que levam os calhaus aos nossos camaradas grevistas que lutam por um país melhor nos viadutos das auto-estradas e nas rotundas, protege os camiões que ao serviço do grande capital abastecem as grandes superfícies na metrópole.

 

É uma injustiça para nós, continuava a gritar Abel Dias agora na posição sócio da Carglass de Guardeiras, que lutamos na rua por um combustível mais barato e pelo direito a esmifrar um pouco mais os nossos clientes e assim duplicar as nossas margens. Somos nós que levamos este país às costas... Veja o caso dos postos de trabalho que estamos a criar por estes dias para os técnicos de apedrejamento Palestinianos. Dessas virtudes ninguém fala.


mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO