Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
29
Set 10

Fonte anónima, desconhecida e provavelmente falsa informou que o submarino Tridente já está avariado e a sofrer de uma forte depressão no casco. A adaptação a águas portuguesas mais quentes e sujas sabia-se difícil, esperava-se no entanto e apesar de ainda não ter saído para uma única missão que o submarino resistisse pelo menos durante uma semana, o período da garantia.

 

O responsável pelo periscópio do submarino, o Cabo Tormentas, disse que é perfeitamente normal que o submarino esteja deprimido, e justifica: "Estamos a falar de um equipamento altamente evoluído em termos tecnológicos, sociável e que desenvolveu laços afectivos com aqueles que lhes atestaram o depósito e mudaram as células de combustível durante meses”.

 

Já o Cabo Bojador, colega de caserna de Tormentas, diz que na sua opinião, apesar de ninguém lhe ter perguntado nada, que é de companhia que o Tridente precisa. Notamos que alguma coisa de estranho se passava quando o submarino, sem motivo aparente, foi agressivo para a fragata Corte Real que aqui estava apenas a dar lustro ao mastro. A falta de energia, problemas em desligar os motores à noite, a agressividade para com alguns marinheiros e o abuso de substâncias tóxicas nas turbinas são sintomas de que o submarino pode estar à beira de uma grave depressão.

 

Barracuda, o ultimo grande submarino português, actualmente num aquário gigante para submarinos velhos também sofreu do mesmo mal. Valeu-lhe na altura um almirante de mar e guerra generoso que ao abrigo dum exercício da Nato patrocinou uns encontros fortuitos com uma Corveta Espanhola.


28
Set 10
jls, às 00:10link do post | comentar | |

Foi em festa que os mercados receberam a noticia. De Wall Street a Tokyo, do mercado do Bolhão ao de Quarteira, do mercado do Ouro ao do Algodão, do mercado de Futuros ao mercado Negro o rejúbilo foi completo. Medina Carreira fez mesmo questão de ligar para a Dica da Semana para dizer que depois do Abacaxi a 0,69 €/Kg era a segunda melhor notícia do dia que recebia.

 

O possível abandono do nosso Titanic por parte de Sócrates, agora que o iceberg está à vista, fez com que Cavaco chamasse a Belém de urgência os principais partidos políticos para lhes comunicar que vai de carro a Espanha na próxima semana, com a Maria, tentar contratar Mourinho para primeiro-ministro durante um ou dois fins de semana.

 

Mourinho é a pessoa indicada, segundo Cavaco, por ser um profundo conhecedor de tudo o que é internacional e já ter ganho tantos títulos como os da divida publica que a Nação emitiu. Ou pelo menos mais valiosos.

 

 

 


19
Set 10

A colocação nos mercados internacionais de divida da Republica a uns históricos 5,7% foi o sinal de alerta para Madaíl agir. Sobre o pretexto de ir a Madrid contratar Mourinho, o presidente da FPF foi a Espanha sentir o pulso aos mercados.

 

Mais que os resultados da selecção é a iminente ameaça de colapso do País que faz Madaíl temer que o seu cargo possa estar em risco. Não havendo País não faz sentido haver selecção. Na presidência da FPF desde o ano em que a bola foi introduzida no futebol, discípulo de Nash e Laurentino e das suas teorias do jogos, quis dar assim o seu contributo ao país mesmo não sabendo o que era a divida publica e muito menos em que hotel estavam hospedados os tais de mercados.

 

Mas como a sorte protege os audazes, razão pela qual sempre teve azar ao ponto de ter um vice do Carvalho que já estava no cargo quando a FPF foi criada, cruzou-se com Paco Fuertes, um economista reformado, que lhe disse enquanto perguntava as horas que discrição e tranquilidade é o melhor alimento dos mercados. Regressa a casa com a visão do losango na retina e ainda a tempo de planear uma não qualificação tranquila, tirando assim o País do mediatismo dum Europeu de futebol.

 

Paulo Bento é o sucessor do professor que Madaíl brindará com um cheque de duas horas de divida pública. As vitórias morais regressarão para ver o País apagar-se e a discrição e tranquilidade instalarem-se. O único nó a desatar é o eventual excesso de mediatismo que a industria dos cabeleireiros possa sofrer com o lendário e cientifico penteado de Paulo Bento.


17
Set 10

 

 

Passados os anos Queiroz, fase sem piloto, passamos ao piloto automático, que encravou antes de começar, e finalmente chegamos ao piloto à distância.

 

A ala de psiquiatria da Federação Portuguesa de Futebol, depois de sem sucesso tentar convencer Eusébio a jogar uns minutos contra a Dinamarca, tenta agora que a selecção do Senhor Madaíl seja treinada em part-time por Mourinho.

 

Os psiquiatras que acompanharam a Madrid o Senhor Madaíl negociaram com Jorge Mendes os termos do contrato. Perante a nega do Real, Mourinho lá arranjou uma solução que satisfaz ambas as partes.

 

O seu mais novo, entre as aulas e o ATL tem disponibilidade. Há no entanto alguns pormenores a cumprir. A selecção tem de treinar no condomínio onde o miúdo mora e os jogos tem de ser à tarde pois às 22H o puto já tem de estar na cama. Madaíl aceitou.


15
Set 10

 

 

Numa altura em que a economia francesa dava os primeiros sinais de retoma uma navalhada no bucho deixou-a novamente moribunda. O boicote à réplica e comercialização das marcas francesas que os ciganos estão a fazer, os mesmo que Sarkozy quer devolver à procedência por falta de qualidade cidadânica, está a dar resultados.

 

A JACOSTE, dona da LACOSTE, já veio a publico admitir que as vendas diminuíram cerca de 10% e que está eminente o despedimento de 100 crianças numa fábrica de Bordéus. Também a Le Poc Sportif, que em Portugal é representada por José Lello e que comercializa artigos desportivos para contabilistas, já se queixou que os lucros diminuíram para o nível crítico dum banco de grande dimensão.

 

Em Portugal a falta de produtos falsos também já se faz sentir. Na feira de Carcavelos a ausência de algumas marcas está a por em risco a ordem social. Quinta-feira passada duas tias de Cascais, amigas e com residência na Madorna, pegaram-se de tal modo pela disputa duma echarpe Doce & Banana que foi necessário a intervenção dos bombeiros para as separar. Só com o recurso a jactos de água conseguiram. O fenómeno preocupa as autoridades e começa a ganhar dimensão de tragédia pois algumas figuras do jetset já foram vistas a regatear na Zara.


mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
16
18

20
21
22
23
24
25

26
27
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO