Redige habitualmente em latim, língua que não domina nem tão pouco conhece, artigos científicos que as revistas da especialidade teimam em não publicar. Para a TV7 DIAS e MARIA escreve artigos económicos. No tempo que lhe sobra escreve aqui.
26
Jul 09
jls, às 19:22link do post | comentar | |

A mais promissora estrela do BE, Joana Amaral Dias (JAD), agitou ontem, e de que maneira, o mercado de transferências.
 
Foi o PS quem fez a primeira proposta ao empresário de JAD. Um lugar nas listas do PS e a presidência do Instituto da Droga e da Toxicodependência. O BE contrapôs. Só deixaria sair JAD por troca com um novo reforço para o ataque. Chegou a falar-se em Manuel Alegre.
 
Mais tarde foi Sócrates que veio a publico desmentir as negociações em curso, informando que o ministro das finanças, Teixeira dos Santos, já havia excedido o orçamento deste ano em muito milhões e como tal era pouco provável qualquer nova aquisição para as listas do PS. Novas aquisições só a custo a zero ou por empréstimo, disse Sócrates em quanto falava ao telemovel com o seu primo na China.
 
E quando as águas pareciam amainar eis que surge no nº 131 da Almirante Reis, sede do BE, uma nova proposta. Florentino Perez, presidente do Real Madrid, estava disposto a abrir mão de uns largos milhões de euros só para ter JAD na sua constelação de Galácticos. Francisco Louçã, hábil negociador, exigiu um sobrinho de Zapatero, um guerrilheiro da ETA e o defesa luso-brasileiro Pepe. Diria depois, em conferência de imprensa, que era sua intenção adapta-lo ao corredor esquerdo e pôr-lhe um defesa do Getafe à frente.
 
Com o negócio praticamente fechado, já se abriam as primeiras garrafas de Champomy, surge uma nova proposta na Almirante Reis. Do Largo do Caldas vinham noticias que o CDS-PP tinha entrado no negócio e estava disposto a dar o seu líder Paulo Portas, 25 % do passe de Nuno Melo e 3% dos votos das últimas europeias. O porta-voz do partido, citando declarações suas na Gazeta de Almeirim, disse nada saber sobre o negócio mas que tinha estado numa festa no Tamariz e ouvido uns zun-zuns. Ou falavam disso ou foi o Rum do continente que me deixou estas dores de cabeça horríveis.
 
Para hoje espera-se um comunicado da própria JAD, incontactável desde ontem por carta e telefone fixo, que se refugiou numa pensão do Martim Moniz.

23
Jul 09
jls, às 15:19link do post | comentar | |

 
A ideia original foi devidamente registada e patenteada por um membro do actual governo e data de Março de 2005. Na altura baptizadas de “festas do desgoverno”, estas reuniões ou conselhos juntavam semanalmente vários ministros e secretários de estado alguns deles infectados com o vírus da incompetência que desta forma tentavam infectar todos os outros para que adquirissem imunidade à incompetência ao conformismo e à corrupção.
 
Hoje, passados 4 anos, podemos verificar que a ideia foi um fracasso. Para além de vários elementos terem de facto sido infectados, verificou-se que poucos conseguiram expulsar o vírus. Mais grave foi a forma crónica como ele se modificou, desenvolveu e instalou. Agora é o vírus que tenta expulsar os políticos e não consegue. Além de agarrados ao poder estão agarrados a tudo.

22
Jul 09
jls, às 16:35link do post | comentar | |

Foi numa garagem contínua ao Centro Comercial Sommer, em Almada, que Aurora Silva fez as primeiras experiencias de clonagem. Com um pelo do buço de Maria Branca dos Santos, conhecida nos meios financeiros como Dª Branca a banqueira do povo, e duas folhas de hortelã do quintal de João Rendeiro fez um chá de cor alaranjada que tomado 3 vezes ao dia é um bom remédio para a vesícula e também serve para clonagens.

 
Ao fim de 2 lts, Aurora Silva transformou-se na nova Dª Branca. Tal como na original tudo correu bem até as coisas começarem a correr mal. Mas atenção, esta Aurora Silva é séria e obviamente está inocente.
 
Infelizmente um bando de malfeitores assaltou o escritório de Aurora, uma lojinha no Centro Comercial, e roubou-lhe a pasta onde anotava os depósitos e os empréstimos assim como o portátil, razão pela qual se vê impossibilitada de cumprir com as suas obrigações e responsabilidades. Dado este pequeno contratempo, Aurora encolhe os ombros e apenas diz: “Paciência, as pessoas compreenderão.”
 
No entanto, à luz de novos dados, é possível que Aurora tenha misturado o chá com rum e tenha mesmo conseguido um clone do seu clone, pois quando confrontada com o aborrecimento dos clientes por terem perdido o dinheiro disse que conhece uma outra Aurora Silva no mesmo ramo, (o da vigarice), e se calhar é ela a responsável por tudo isso.
 
O departamento de clonagem da Policia Judiciaria já começou a investigar.

15
Jul 09
jls, às 17:40link do post | comentar | |

 
Fonte próxima do processo, no caso Leonel Messias, “o pulga”, que pediu anonimato, disse-nos que por estes dias os fiscais parecem baratas tontas.
 
Andam a correr pelas instalações e vão contra as paredes. Muitas vezes rodopiam sobre si próprios batendo palmas enquanto trauteiam músicas antigas do Tony Carreira. Andam mais desorientados que os membros do governo, conclui Leonel enquanto nos mostrava um número de sapateado e cantava o “Viva à España”.

14
Jul 09
jls, às 20:31link do post | comentar | |

A bomba caiu que nem uma notícia. Processos-crime investigados pela ASAE podem ficar sem efeito, admitem constitucionalistas.

 
Quem lançou a bomba foi uma empresária da Trafaria do ramo das raspadinhas caseiras que, depois de ter sido condenada a 90 dias de prisão pelo Tribunal de Almada, decidiu recorrer da sua sentença para o Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) evocando a ilegalidade da sua detenção. Na sua opinião os membros da ASAE exorbitaram as suas competências.
 
O TRL, órgão que merece o nosso maior respeito por lá já terem sido avistados Óvnis e na passada semana ter organizado um almoço que contou com a presença de Elvis (almoçou nu), deu razão à dita empresária alertando para o mal que os bandidos da ASAE andam a fazer a muitos negócios, nomeadamente os ilegais, por esse país fora.
 

Os mesmos constitucionalistas também já admitiram que qualquer indivíduo morto por armas ilegais poderá ter de voltar a viver, pelo menos enquanto a arma não for legalizada, ou as suas famílias sofrerão pesadas penalizações.


mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
16
17
18

19
20
21
24
25

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO